Click here!

Se quiseres podes ver as minhas "histórias". Clica em "Minhas Histórias"!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Letra H

Hoje não tenho nada de especial a dizer sobre esta letra, a não ser o facto do meu nome de utilizador ser Hayley.


Hayley:


Eu não me chamo Hayley, como já devem ter notado. Mas não me importava nada. Não escolhi este nome por causa da Hayley Williams nem por qualquer ídolo que tenha ou por questões de segurança. Hayley não é o nome que eu mais gosto, embora eu tenha um grande fascínio por nomes em inglês. Muito sinceramente eu não gosto de nenhum dos meus nomes, mas de que nome português eu gosto?! Eu acho que nenhum se aplica a mim. Às vezes questiono-me porque razão tenho estes nomes horríveis. Questiono-me porque é que eu sou eu e não outra pessoa. Talvez pelo facto de eu estar sempre a indagar os outros e a indagar-me eu ande sempre na Lua! 
Eu sempre tive a mania de definir objectivos para mim, de me definir. Eu sempre gostei de inventar personagens, de tentar modificar certos comportamentos meus. A Hayley é e não é uma personagem. A Hayley é a minha consciência, o meu lado mais emotivo e o meu lado mais obscuro. A Hayley é aquilo que eu não conto em público, mas aquilo que eu escrevo. Eu sou o oposto, basicamente... não que seja tímida, mas há coisas que não revelo a ninguém porque me custa pronunciá-las. Eu não gosto de mostrar o meu lado mais sensível. Gosto sempre de mostrar que nada me abala nem derruba... talvez não seja benéfico para mim... mas eu sou assim. 
Eu gostava, na maioria das vezes, que a Hayley "incorpora-se em mim" e conseguisse expressar o seu lado emotivo, embora eu fosse mais "durona" do que sou agora.
Eu sei que agora não posso modificar muito a minha personalidade... pelo menos eu não sei como. Gostava de conseguir diminuir a minha revolta, o meu nervosismo, o meu humor negro, a minha ironia e a minha vontade de fazer o oposto daquilo que me impõe. 
Para além disso, todos nós temos segredos e eu não sou excepção. Hayley é um segredo e vai continuar a ser.

2 comentários:

Anónimo disse...

como eu te compreendo. BJS

Hayley disse...

Ainda bem!