Click here!

Se quiseres podes ver as minhas "histórias". Clica em "Minhas Histórias"!

sábado, 20 de agosto de 2011

Até o Mundo Acabar - I

Inúmeras vezes fazemos promessas, despejamos palavras pomposas da nossa boca e brotamos mentiras sem darmos conta. Fazemos da vida um floreado como nos filmes de Hollywood, imaginamos cenários verosímeis, criando mentiras na nossa mente que nos acompanham para qualquer lado, fazendo-nos sorrir, hipocritamente como se tudo, efectivamente fosse formidável.
E isso aconteceu-me. Declarei-me, disse aquilo que nunca pensei dizer, fiz o que nunca pensei fazer para, no fim, sair magoada como se fosse uma folha seca constantemente pisada pelas pessoas. Neste caso, apenas uma pessoa que equivalia a cerca de duzentas. Mas, apesar de toda a desilusão e todo o sofrimento que se abatia sobre mim impiedosamente, aprendi a conhecer as pessoas. A analisar os seus actos, os seus olhares aparentemente dóceis mas, no fundo, atrozes. De certa forma, canalha, agradeço-te pelas noites em branco, pelas lágrimas jorradas e soluços, pelo constante pensamento de traição que a minha cabeça não deixava de magicar. Diversas vezes te imaginei com a minha colega de trabalho, deitados numa cama completamente desalinhada, soltando gargalhadas e sons prazeirosos que vos fazia ir ao céu e voltar. Como nunca fui uma mente fértil mas uma mente que constatava factos, todas as minhas desconfianças se verificaram. Inicialmente fiquei desiludida porque aquele homem dito fiel e carinhoso tinha partido, dando lugar a um mentiroso e fútil quadrúpede; mas pensei melhor: não podia ter ficado desiludida porque a desilusão é para quem não espera algo e eu esperava isso de ti, meu canalha. De certa forma, foi aliviador porque era penoso e chegava até a ser asqueroso deitar-me com um homem que se havia deitado com outra mulher que o encheu de beijos e carícias. Senti-me bastante mais "limpa" quando o teu tronco se afastou definitivamente das minhas costas. Diversas vezes cheguei a pensar que fazias de propósito para eu sentir o perfume adocicado e enjoativo da meretriz da minha colega, em contraste com o perfume que te havia oferecido, tão fresco e leve. 
No entanto, meu canalha, nem tudo foi a teu favor. Esse teu insaciante desejo por prazer e poligamia teve um preço muito alto que, infelizmente, tiveste de pagar. Tal como sempre me disseste: "algumas consequências têm um elevado preço a pagar." e tu acabaste por morder a tua própria língua e morrer do veneno que possuías e... quanto a isso... não lamento.

P.s Parece que temos aqui uma experiência para mim! Vai ter continuação! Espero que gostem!

13 comentários:

Al* disse...

Uau! E acho que estás a safar-te ;)

Al* disse...

por acaso, foi isso que senti. Que ia ser uma história bastante forte

Raquel Monteiro disse...

amei, amei, amei!

-sofia disse...

Amei *-*

Catarina disse...

amor estou de volta ao blogger. $: mas agora criei um blog so para uma historia que sera este http://justawildwriter.blogspot.com/
vou seguir esta historia com certeza e ja me chamou muito a atençao. uma experiencia bem diferente +.+

Catarina disse...

tas no meu recomendo

Raquel Monteiro disse...

oh, não tens nada que agradecer! claro que gostei, está lindo mesmo. De certeza que elas compreendem, ninguem tem tempo para tudo.. Muito obrigada, beijinho **

ρ ι disse...

Segui porque gostei do blog :)
Porque vais ter de ler toda? :$
Também tenho de ler as tuas, só os títulos cativaram-me imenso :D

Ziza's N.E.M. disse...

também pudias chamar de 'putanheiro' =P bom texto e são esse tipo de histórias que dão a noção da desgraça masculina ...

mariainês. disse...

eu também gosto muito dele xd Obrigadaaaaaaaaaa, eu também gosto imenso do teu blog :)

Hayley Nya* disse...

Ziza´s N.E.M: Olá! Obrigada pelo teu comentário e elogio! Eu bem queria comentar no teu blog mas o meu pc não me deixa porque diz que tem software malicioso... enfim! um beijinho! *

ρ ι disse...

muito obrigada pelo comentário, a sério :$
é por comentários assim que me dá gosto escrever :) agora durante o fim-de-semana vou adiantar ainda mais da história para depois postar ;)
porque ficaste cativada pelo Richard? Ele ainda vai dar muito que falar :b
Quanto a ser uma das melhores que já leste, olha que há por aí umas bastante boas ;) Eu vou tentando melhorar com as vossas opiniões e espero conseguir um bom trabalho :)

mariainês. disse...

obrigada :)